Logística no e-commerce: 5 passos que você deve seguir para ser eficiente

  1. logistica-no-ecommerce-5-passos-que-voce-deve-seguir-para-ser-eficiente.jpeg

As operações logísticas são um grande desafio para as empresas que comercializam produtos por meio do E-Commerce, sejam elas de pequeno ou grande porte.

E para que o comércio virtual seja bem sucedido, deve funcionar de forma enxuta e eficiente, desde o estoque até a entrega ao cliente.

Mas o grande agravante de se trabalhar com vendas pela internet é que, em geral, os consumidores não perdoam falhas. Não importa o erro: atrasar um único dia na entrega de um produto pode ser motivo para insatisfação.

Atualmente, disseminar uma crítica que compromete a credibilidade da empresa é muito fácil, principalmente, nas redes sociais.

Por essa razão, abaixo expomos alguns passos para uma logística no e-commerce que garanta a satisfação do cliente! Acompanhe!

1 – Atentar para a organização

Se a loja mal consegue se manter organizada, tanto no que diz respeito às informações com as quais lida, como na manipulação e armazenamento dos produtos com os quais trabalha, deve repensar seu modelo negócio.

A organização é fundamental para o sucesso da logística de e-commerce.

Ainda que se trate de um comércio virtual, a empresa precisa contar com o espaço adequado para as atividades que demandam operação manual.

No que diz respeito à organização de informações, contar um software é essencial para otimizar os processos e garantir a agilidade ao negócio. Uma plataforma de gestão empresarial (ERP), por exemplo, é altamente recomendada para que todas as informações se mantenham integradas.

2 – Utilizar o estoque do fornecedor

Com o advento do conceito de just-in-time, o Cross Docking tem se mostrado uma excepcional alternativa para minimizar custos.

Desse modo, a empresa não precisa contar com estoque, dispensando a necessidade de dispor de espaço para armazenagem, e também não compromete investimento na compra de grandes quantidades.

Em síntese, é um formato de redistribuição de mercadorias sem a necessidade de estocagem, sendo um sistema altamente eficaz.

3 – Usar a embalagem adequada

Cada tipo de produto comercializado deve ter a proteção adequada para o transporte e demais manipulações até que chegue ao consumidor. E, para isso, a loja deve realizar testes em condições extremas para atestar a qualidade e segurança do material em que os itens são embalados.

Além disso, a embalagem é a apresentação do produto ao cliente, logo, a depender da mercadoria, o visual também não deve ser ignorado.

4 – Honrar os prazos

A loja virtual jamais deve se comprometer com prazos os quais não pode cumprir. Se a capacidade da empresa é de entregar em 3 dias úteis, não deve prometer una entrega em menos que isso.

A credibilidade no comércio eletrônico é um atributo extremamente importante.

Para facilitar ainda, a empresa deve ainda fornecer ao cliente a possibilidade de rastrear a mercadoria. Isso além de conter a ansiedade do comprador, faz com que sinta confiança na empresa e, possivelmente, volte a efetuar compras.

5 – Fazer a gestão de trocas

Além de todo o cuidado dedicado à venda, um forte investimento em logística reversa deve ser realizado.

Buscar a mercadoria na casa do cliente e explicar detalhadamente no site como funciona o procedimento de trocas/devoluções é essencial.

Iniciativas como essas, além de assegurar o bom funcionamento de todo o ciclo da logística no e-commerce, servem para garantir que o comprador se sinta satisfeito com o produto e, sobretudo, com a empresa.

Esse post foi útil? Que tal nos seguir nas redes sociais? Assim você ficará por dentro da logística no e-commercer e novidades relacionadas que postamos regularmente!

Comentários

comentários

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *