Entenda a diferença entre estocagem e armazenagem

  1. entenda-a-diferenca-entre-estocagem-e-armazenagem.jpeg

Aparentemente semelhantes, os conceitos de armazenagem e estocagem podem ser facilmente confundidos pelos profissionais envolvidos com logística. Contudo, é possível ver a aplicação de ambos os conceitos nas práticas cotidianas. Neste post você poderá ver e compreender de forma precisa as diferenças entre os dois e como eles se aplicam na cadeia produtiva.

Armazenagem e estocagem

De forma bem geral, os estudiosos trabalham com o conceito de armazenagem para a guarda de produtos acabados e a estocagem passa a se referir à guarda de matérias-primas, numa relação da armazenagem com a distribuição da cadeia de suprimentos. Para a estocagem, além da matéria-prima, podem existir produtos semiacabados e acabados, referindo-se ao ponto nos quais os materiais estarão dentro de um espaço físico de depósito.

Operacionalização da armazenagem

Os produtos e as mercadorias armazenados nos galpões e espaços físicos diversos passam por diversos tipos de fluxos, que precisam ser controlados para otimizar os custos relacionados à armazenagem, movimentação e distribuição. Há um controle das mercadorias em inventário, o que faz com que os trabalhadores precisem ter conhecimentos de gerenciamento e transporte de mercadorias.

Aprimoramento da armazenagem

Ao longo dos anos, a armazenagem passou a ser uma das protagonistas do sistema logístico. O processo produtivo gera grandes estoques de produtos. A necessidade de armazenar os produtos acabados também fica mais complexa. A operacionalização e a flexibilidade para atender à demanda comandará a organização dos produtos armazenados em almoxarifados, armazéns ou em centros de distribuição, por exemplo.

Processos

No sistema de armazenagem há o recebimento, a identificação, a conferência e todos os outros processos de estocagem, de separação de pedidos, de embalagem, entre outros. Além disso, a armazenagem tem como objetivos aprimorar a mão de obra, os equipamentos, do espaço físico, da energia, a proteção e o acesso às mercadorias, o controle das avarias e das perdas, o serviço ao consumidor e a produtividade, minimizando os custos produtivos.

Estrutura de armazenagem

Basicamente, a armazenagem abrange diversos tipos de estoques. Os depósitos contam com uma estrutura física dotada de divisórias, paredes, coberturas, pallets, empilhadeiras, carrinhos, paleteiras e sistemas completos de informática para operacionalizar os estoques. Além disso, técnicas de organização e separação dos produtos têm de ser adotadas no armazenamento.

Configurando a armazenagem

A organização da armazenagem dos materiais é fundamental para aproveitar ao máximo o espaço destinado para a estocagem dos diversos produtos. O planejamento é longo e se inicia desde o começo do projeto, com a escolha do local adequado – tanto no que diz respeito à localização quanto às características físicas do galpão ou armazém. Ainda, é considerada a escolha de equipamentos de transporte, da estação de trabalho, da estocagem, da expedição. Porém, todas essas características, entre outras, podem ser adaptadas.

Resumindo os conceitos

Armazenagem e estocagem possuem conceitos diferentes. A primeira se integra à política da empresa, na produção, ao marketing e às finanças e abrange os estoques. A armazenagem permite reduzir custos por meio do controle de estoque e a entrega hábil dos produtos, permitindo, ainda, separar pequenos lotes de lotes maiores. Já a estocagem diz respeito apenas ao depósito dos materiais, fazendo apenas uma guarda das matérias-primas e produtos, sendo menos dinâmica que a armazenagem.

Gostou das dicas deste post? Aproveite para ter mais notícias do setor de logística e assine a nossa newsletter!

Comentários

comentários

Posted in:

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *