5 técnicas de armazenagem para a logística da sua empresa

  1. Woman in metal industry warehouse checking products

Utilizar técnicas de armazenagem adequadas é fundamental para gerar produtividade, redução de custos e processos eficientes no ambiente logístico de uma empresa. Podemos dizer que técnicas de armazenagem são uma série de processos realizados para garantir a melhor utilização dos espaços (dentro ou fora do armazém), aliados à velocidade gerada durante o processo e na saída posterior dos materiais. Quando não se possui técnicas definidas, o processo se torna lento, de difícil controle e com maior propensão a falhas.

Veja neste artigo 5 dicas de armazenagem que sua empresa pode adotar.

1 – Sistemas de Gestão

O primeiro passo é contar com o suporte da tecnologia. Cada negócio tem características únicas e quanto mais cuidados, detalhes ou maior for o seu estoque, maior será a necessidade de contar com um software ERP para automatizar o processo.

2 – Endereçamento

Imagine que você é solicitado para pegar uma encomenda que está uma sala. A sala é muito grande e está repleta de outros pacotes, alguns iguais ao que você está procurando e vários outros diferentes. Quanto tempo levaria para encontrar o pacote desejado? Por mais que você conheça o ambiente, provavelmente perderá um tempo considerável na busca e movimentação.

No seu armazém não é diferente. Para resolver este problema você pode usar a técnica de endereçamento, que consiste em nomear áreas e alocar os materiais de acordo com critérios estabelecidos. Entre os métodos utilizados para endereçamento estão o RPA (rua, posição e altura, exemplo 01-001-01) e o ARMNV (área, rua, módulo, nível e vão, exemplo 01-10-059-01-01)

3 – Paletização

A paletização é um sistema de unitização, que agrupa uma grande quantidade de produtos em um único palete. Depois de paletizados, os produtos podem ser armazenados em porta paletes, seguindo o sistema de endereçamento, ou agrupados, criando-se torres ou pirâmides, geralmente do mesmo produto e com as mesmas datas, para facilitar o controle e movimentação.

4 – FEFO ou PVPS

O FEFO (First-Expire, First-Out), em português PVPS (Primeiro que vence, primeiro que sai) é um sistema de armazenagem ideal para quem trabalha com produtos que têm prazos de vencimento curto ou médio, como iogurtes, carnes (não congeladas), leite, etc.

Também é ideal para quando se recebe o mesmo produto de fábricas diferentes ou são realizadas negociações com os fornecedores para receberem produto com um prazo menor para ações comerciais, o que faz com que a data de entrada não seja necessariamente a maior e, se não utilizado esse sistema, pode acarretar o vencimento do produto.

5 – FIFO ou PEPS

O FIFO (First Expired, First Out), em português PEPS (Primeiro que entra, primeiro que sai) é um sistema de armazenamento para produtos em que não existe nenhuma preocupação em relação à data de vencimento. O fator a ser considerado para a expedição é simplesmente a data de entrada do produto no estoque.

Esse sistema é ideal para produtos como eletrônicos, que geralmente não têm prazos de validade, ou seus prazos são muito longos.

A armazenagem é uma das fases mais importantes no processo logístico, sendo responsável pelos maiores custos, junto com o transporte.

Não existe técnica certa ou errada. Cada operação tem diversas particularidades e você deve usar as técnicas de armazenagem que melhor se ajustem aos seus produtos e clientes e sempre que possível combiná-las. Dessa forma terá um processo seguro, flexível e produtivo.

Quais dessas técnicas você já utiliza em seu negócio? Existe alguma técnica que você gostaria de conhecer com mais detalhes? Deixe abaixo o seu comentário.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *